top of page

Audiências públicas discutem alterações na legislação do CaraguaPrev

A Câmara de Caraguatatuba promove duas audiências públicas nos dias 23 de

fevereiro e 2 de março (quintas-feiras), às 18h, na sede do Legislativo, no

Centro. Nos encontros serão debatidos dois projetos de lei que adéquam a Lei

Orgânica e a Lei Complementar 59/2015 (reorganização do CaraguaPrev) à

Reforma da Previdência (EC 103/ 2019). Técnicos do Instituto de Previdência

do Município de Caraguatatuba (CaraguaPrev) vão explicar a proposta.



Os projetos visam aprimorar as legislações municipais à Emenda

Constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019, que alterou o sistema de

previdência social, delegando aos entes federativos a normatização da matéria,

em relação aos seus respectivos servidores públicos, estabelecendo as

alterações necessárias em lei complementar e na Lei Orgânica Municipal

(LOM).


O projeto de adequação da Lei Complementar nº 59/2015 à EC 103/2019,

preserva o direito adquirido dos servidores que já preencheram os requisitos

para aposentadoria, incluindo o abono de permanência, e pretende adequar à

legislação municipal as atuais regras de aposentadoria e pensão por morte,

fixar regras de transição para os servidores que estão em atividade, preservar

o direito de aposentadoria especifica para os professores (com redução de

tempo e idade em cinco anos), além de criar regras próprias para os

profissionais que exercem atividades com exposição a agentes nocivos

prejudiciais a saúde, assim como estabelece regras próprias para todos os

servidores com deficiência, para aposentadoria compulsória e por incapacidade

permanente para o trabalho.


Em atendimento ao parágrafo 1º e Inciso III do artigo 40 da Constituição

Federal, com a redação dada pela Emenda Constitucional nº 103/2019, a Lei

Orgânica do Município deverá adequar as idades mínimas para aposentadoria

voluntária dos funcionários efetivos submetidos ao Regime Próprio de

Previdência Social (RPPS), que ingressarem no serviço público municipal, em

cargo efetivo, a partir da publicação das referidas leis, que passará a ter a

seguinte redação: “Art. 213.


O servidor abrangido por Regime Próprio de Previdência Social será

aposentado aos 62 (sessenta e dois) anos de idade, se mulher, e aos 65

(sessenta e cinco) anos de idade, se homem, observados o tempo de

contribuição e os demais requisitos estabelecidos em Lei Complementar

Municipal.”, acrescido do “Parágrafo único. Os ocupantes do cargo efetivo de

professor terão idade mínima de 57 (cinquenta e sete) anos de idade, se

mulher, e 60 (sessenta) anos de idade, se homem, desde que comprovem

tempo de efetivo exercício das funções de magistério na educação infantil e no

ensino fundamental e médio, fixado em Lei Complementar Municipal.”


A reforma proposta é uma exigência constitucional. Dessa forma, o

CaraguaPrev continuará adotando medidas visando a redução do déficit

atuarial para preservar a saúde financeira e atuarial do RPPS.


Os projetos de lei estão disponíveis para consulta no site


https://www.camaracaragua.sp.gov.br/. Perguntas podem ser enviadas via

internet pelo WhasApp da Câmara Municipal (12) 99718-5769. A transmissão

ao vivo é feita pelo site www.camaracaragua.sp.gov.br e canal da Câmara de

Caraguatatuba no YouTube.


A Câmara de Caraguatatuba fica Avenida Frei Pacífico Wagner, 830, no

Centro. O atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h.

Mais informações pelo telefone (12) 3897-2525

0 visualização0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page