top of page

Construção Civil: Ubatuba emitiu este ano 404 alvarás e 204 documentos de habite-se

A Prefeitura de Ubatuba divulgou nesta quarta-feira, 15, o balanço sobre a

emissão de alvarás de construção e documentos de habite-se em 2021, além

das ações adotadas pela Secretaria Municipal de Urbanismo para tornar

sustentável o desenvolvimento da construção civil no município. A secretária da

pasta, Soraya de Paula Rosário, informou que até o momento foram emitidos

no município 404 alvarás de construção e 204 documentos de habite-se. “Vale

ressaltar que todos esses processos atenderam às legislações municipais,

estaduais e federais e suas tramitações ocorreram na secretaria dentro dos

prazos normais”, afirmou Soraya.


Ela faz questão de lembrar que o Ministério Público do Estado de São Paulo

(MP-SP) abriu um processo contra alguns empreendimentos, e a prefeitura foi

considerada réu porque em administrações anteriores foram aprovados

projetos em locais que não tinham capacidade de esgotamento sanitário. A

secretária de Urbanismo citou, como exemplo, o caso de um grande

empreendimento na praia da Enseada.


“A atual gestão está seguindo as orientações do MP-SP e respeitando todos os

procedimentos previstos na legislação aprovada nas três esferas de governo.

Estamos exigindo que o empreendedor apresente uma certidão com diretrizes

da Sabesp, afirmando que o local da obra tem capacidade de receber essa

demanda, em termos de coleta e tratamento de esgoto”, explicitou a secretária.


De acordo com Soraya, os processos de empreendimentos de grande impacto

que não apresentam a certidão com as diretrizes da Companhia de

Saneamento Básico do Estado de São Paulo não são aprovados pela

secretaria. “Dessa forma a Prefeitura de Ubatuba garante a segurança jurídica

porque adota procedimentos embasados na legalidade”.


Estudo de Impacto de Vizinhança prevê novas regras para grandes obras

Segundo a secretária, a sua pasta está finalizando a minuta de lei para

implementação do Estudo de Impacto de Vizinhança – EIV, que dará aos

gestores municipais mecanismos para avaliar de forma imparcial e muito

técnica as mudanças que serão provocadas por grandes projetos de

construção. Ela disse que, a partir dessa análise, a prefeitura poderá propor

alterações para minimizá-las.


“O EIV é um instrumento legal previsto no Estatuto da Cidade [Federal] e no

Plano Diretor do Município, porém não tem uma lei específica para que ele

possa ser aplicado em Ubatuba. Por isso, estamos formulando essa minuta de

lei, que está em fase final, para tornar mais seguro e transparente o processo

de aprovação de alvarás de construção de grandes empreendimentos.

Atendemos dessa forma também uma solicitação do MP”, ressaltou Soraya.


Soraya disse que a minuta do EIV, que está sendo elaborada pela equipe na

Secretaria de Urbanismo, será concluída ainda neste mês e será encaminhada

em outubro para deliberação da Câmara Municipal de Ubatuba e discussão

com a sociedade. “Além de toda legislação urbanística e de edificação das três

esferas de governo, nós estamos analisando também a legislação ambiental,

afinal de contas o nosso município tem uma área de preservação muito grande,

com cerca de 80%”.


Retomada do Plano Diretor


Foram retomados este ano os estudos do Plano Diretor, com a criação de um

grupo de trabalho na Secretaria de Urbanismo, formado por arquitetos e

engenheiros. De acordo com a pasta, Ubatuba será dividida em 11 distritos

respeitando a realidade de cada região. Esse estudo foi prejudicado porque

não havia possibilidade de realizar as audiências públicas por causa da

pandemia da Covid-19.


Para resolver esse impasse, o MP-SP propôs a realização de audiências

hibridas, com a participação on-line de parte do público e o restante de forma

presencial, em menor número e respeitando o distanciamento e as outras

regras sanitárias. A secretária trabalha com a possibilidade de a primeira

audiência híbrida ocorrer até o final do ano.


Aprova Rápido


Para agilizar a os pedidos de alvarás de imóveis de projetos para construção

de unidade unifamiliar, a secretária de Urbanismo salienta que a pasta

elaborou uma minuta de lei, o Aprova Rápido, que será apresentada à Câmara

Municipal brevemente. As aprovações desses projetos unifamiliares, de

comércios e serviços leves, poderão ser apresentados de forma simplificada e,

com isso, a análise e a sua devida aprovação serão muito mais rápidas.


“Estamos trabalhando muito para melhorar o planejamento da cidade, com

ações como o EIV, o Aprova Rápido e a retomada dos estudos do Plano

Diretor, mas temos consciência de que muita coisa ainda precisa ser feita.


Acreditamos que, com a implantação do EIV, a regulamentação do Aprova

Rápido e a conclusão do Plano Diretor, que será elaborado com a participação

de toda a sociedade organizada, poderemos planejar o crescimento

sustentável de Ubatuba, tornando-a bem próxima da cidade que todos nós

queremos”, finalizou a secretária.

3 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page