top of page

Fazenda Engenho D’Água recebe mais de 20 mil visitas desde a reabertura

O Parque Fazenda Engenho D’Água, patrimônio histórico e cultural de Ilhabela,

contou com a visitação de 20.481 pessoas (até o dia 30 de junho), desde a sua

reabertura em 22 de setembro do ano passado.



“Estamos muito felizes pela reabertura do Parque Fazenda Engenho D’Água e

de proporcionar mais uma opção de passeio, além das praias e cachoeiras,

aos turistas que nos visitam e aos moradores da cidade”, declarou o prefeito,

Toninho Colucci.


De acordo com os registros, durante esse período o atrativo também teve a

presença de mais de 3 mil moradores, além de receber 2 mil alunos da rede

pública de ensino, no intuito de fomentar o aprendizado sobre a cultura local.

Quem visita o local conhece um pouco sobre a história do Parque Fazenda

Engenho D’Água, por meio de uma exposição com 24 painéis, que retratam os

anos de atividades da Fazenda, que entre os principais cultivos estava a cana-

de-açúcar e produção de cachaça. Os visitantes podem ter acesso e conhecer

os alambiques, o engenho, a casa grande e os jardins.


Uma das joias da história de Ilhabela, a Fazenda Engenho D’Água abriga

inúmeros fatores das épocas coloniais, datada no século XVII. Tombada pelo

Condephat e pelo Iphan, é constituída de um terreno plano e de frente para

principal avenida do município, na praia do Engenho D’Água, a cerca de 1km

da Vila.


Em sua área territorial de 43.506,80m² está a casa sede, de meados do século

XVIII, feita de alvenaria de pedra e cal e de pau-a-pique. A casa maior segue a

tradição das ilhas atlânticas, de proporções extremamente elegantes, um

sobrado avarandado percorrendo a fachada. Os porões que serviam de berço

aos escravos que ali dormiam contam com seteiras (abertura na muralha, que

em sua concepção permitia aos defensores lançar flechas usadas contra

invasores e saqueadores da época). 


São cinco construções e objetos do século XVII, todos totalmente preservados

e em ótimo estado de conservação, que totalizam 2.589,81m² de área

construída. Uma piscina, uma represa, dois canais de água enrocados de

pedras, um aqueduto elevado, uma roda d’água, um engenho de cana de

açúcar, um alambique de cobre e cinco toneis de madeira amendoim com

capacidade de 20 mil litros cada, além de um trator e um caminhão ano 1932,

os primeiros veículos de Ilhabela.


Além das visitações, a Fazenda Engenho D’Água foi um ponto de eventos

culturais como lançamento de livros, exposições e foi sede principal do Ilhabela

Bird Week, evento que promove a valorização do nosso patrimônio ambiental e

também da Semana da Consciência Negra, já que o local faz parte da cultura

afro local.

1 visualização0 comentário

Komentar


Post: Blog2_Post
bottom of page