top of page

Prefeitura abre licitação para construção de 12 estações elevatórias de esgoto na cidade

A Prefeitura de Ilhabela abriu neste mês de junho a licitação para contratação

de empresa especializada para construção de 12 estações elevatórias de

esgoto na cidade. O valor estimado de investimento é de mais de R$ 15

milhões.


As 12 Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) serão distribuídas entre os bairros

do Ilhote, Portinho, Feiticeira e Julião e serão interligadas à rede coletora de

esgoto existente e à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Feiticeira que se

encontra em execução, no objetivo de completar o ciclo de obras necessárias

para colocar em operação o Sistema de Esgotamento Sanitário – SES

Feiticeira.


De acordo com o Edital, em função da vocação turística do município, as

EEE’ss serão construídas na tecnologia de bombeamento em linha,

denominado DIP (Direct In-line Pump), do tipo poço seco, que diferentemente

do tradicional poço úmido, o esgoto na EEE não fica exposto à atmosfera,

evitando-se assim emissão de odores, gases e acúmulo de resíduos.

Investimentos


Desde o ano passado, quando o Prefeito Toninho Colucci assumiu a gestão,

intervenções já podem ser vistas de Norte a Sul do município. Por meio de uma

parceria entre Prefeitura de Ilhabela e a concessionária Sabesp, a cidade dará

um salto em busca da universalização do saneamento básico da cidade.

São mais de R$ 42 milhões em investimentos de obras já em andamento e que

já devem gerar um efeito positivo para as próximas temporadas. Mais de 200

empregos diretos estão sendo gerados na cidade.


O Prefeito Toninho Colucci já colocou em operação as cinco estações

elevatórias de esgoto, permitindo a ligação de mais 1,5 mil imóveis à rede

coletora de esgoto. Outra importante intervenção é a obra da nova Estação de

Tratamento de Esgoto (ETE I) no bairro da Feiticeira, na Região Sul. Serão 15

km de rede coletora de esgoto, que irá beneficiar cerca de 4 mil moradores

residentes nos bairros Piúva, Ilhote, Portinho, Feiticeira e Julião. A previsão é

de que o empreendimento esteja pronto em 15 meses e vai tratar de 7 a 9% a

mais do esgoto da cidade.


“Além da saúde pública, investir em saneamento vai melhorar as condições de

balneabilidade de nossas praias e isso é importante pois somos uma cidade

turística. Pouco se investiu na gestão passada e estamos correndo contra o

tempo para entregar esses benefícios para a população”, finaliza Colucci.

3 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page