top of page

Prefeitura realiza reuniões em comunidades tradicionais para instalação de biodigestores

A Prefeitura de Ilhabela, por meio das secretarias de Meio Ambiente e

Comunidades Tradicionais, Pesca e Agricultura iniciou na semana passada

junto às comunidades tradicionais de Castelhanos e Canto do Gato, as

primeiras reuniões sobre a instalação de biodigestores.



Para o prefeito Toninho Colucci, “O tratamento de esgoto adequado é de

extrema importância e uma das prioridades do nosso Governo. O saneamento

é essencial para a proteção ao Meio Ambiente e para a saúde das pessoas

sejam elas moradoras da zona urbana ou das comunidades tradicionais”,

destaca o Prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci.


A recém-criada Secretaria das Comunidades Tradicionais, Pesca e

Agricultura está atenta e acompanha e executa diversas melhorias para a

população tradicional caiçara. “A instalação desses equipamentos é

fundamental para essas comunidades, temos atuado em diversas frentes para

garantir políticas públicas voltadas ao atendimento e garantia dos direitos

fundamentais das comunidades tradicionais caiçaras”, afirmou Ezequiel Alves.


Os biodigestores são equipamentos usados para o processamento de matéria

orgânica, como, por exemplo, fezes e urina de humanos como método

alternativo ao convencional, uma tecnologia barata, eficaz e ecológica no

tratamento de esgoto.  “Os equipamentos estão sendo instalados nas casas e

paralelamente está sendo realizado um trabalho de educação ambiental

orientando quanto ao funcionamento adequado dos Biodigestores garantindo

assim a preservação do meio ambiente na comunidade. Ressalto que a

comunidade já percebe melhorias na qualidade do Rio Nema”, explicou a

secretária de Meio Ambiente, Kátia Freire.


Na comunidade do Bonete os moradores já começam a perceber as melhorias

do investimento em saneamento básico na comunidade tradicional. São cerca

de R$ 2 milhões investidos pela Prefeitura de Ilhabela na obra dos Sistemas de

Biodigestores, que deve levar o tratamento de esgoto para todas as residências

e comércios do local.


O secretário-adjunto das Comunidades Tradicionais, Pesca e Agricultura,

Felipe Caranha, conta que os moradores da comunidade relataram que após o

início da obra dos Sistemas de Biodigestores, as embarcações que ficam

ancoradas no Rio Nema não sofrem mais com manchas e sujeira em seus

cascos.

1 visualização0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page