top of page

Prevenção a tumores urológicos são foco da campanha Novembro Azul em Ubatuba


Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU

Conscientizar os homens sobre a importância de cuidar da saúde é o objetivo da campanha Novembro Azul, que tem como foco os tumores do sistema urinário. Isso inclui não apenas o câncer de próstata, como também tumores de bexiga, pênis, rim e testículos.


Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), depois do câncer de pele não-melanoma, o câncer de próstata é o mais comum para os homens. A estimativa é de que haja 65.840 novos casos para 2020, o que corresponde a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino. Em 2019, o câncer de próstata foi responsável por 15.983 mortes masculinas no país.


A próstata é uma glândula responsável pela produção de um líquido que nutre e protege os espermatozoides. O câncer acontece quando há um crescimento descontrolado nas células da próstata. Para investigar suspeita de câncer de próstata, são feitos dois exames: o exame de toque retal e o exame PSA (antígeno prostático específico). Caso sejam encontradas alterações nesses exames, o médico clínico solicita exames adicionais e encaminha ao especialista, que é o urologista.


"Os exames são importantes para prevenir e identificar se há alguma alteração. O exame de toque retal ajuda a detectar se existe alguma anormalidade na próstata, por exemplo, se o tamanho está aumentado. Já no exame de sangue conseguimos dosar o PSA", explica a médica clínica, Maria Renata Accurso, coordenadora dos médicos da Atenção Básica de Ubatuba.


"Quando nós, clínicos, recebemos uma queixa do paciente, solicitamos o PSA livre ou total ou a realização de ultrassom da próstata e também fazemos o toque. Se concluirmos que há alguma alteração, encaminhamos ao especialista, que é o urologista", acrescenta.


Em Ubatuba, a referência para especialidades é o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Caraguatatuba e o encaminhamento é feito pelo posto de Estratégia de Saúde da Família (ESF) para dar continuidade à investigação.


Renata informa que o tratamento é definido a partir dos resultados dos exames. "Com o diagnóstico precoce, 90% dos pacientes com câncer de próstata consegue sobrevida de mais de 5 anos. Por isso o exame é muito importante e ele pode ser feito em qualquer época do ano, não apenas em novembro. Com diagnóstico precoce tudo fica mais fácil e a taxa de sobrevida e a qualidade de vida aumentam", completa.

Saiba mais


Idade, histórico de câncer na família, peso corporal elevado (obesidade), fumo e bebidas alcóolicas são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Alguns sintomas mais comuns são: dificuldades ao urinar, demora em começar e terminar de urinar, sangue na urina, diminuição do jato da urina e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.


3 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page