top of page

Saúde e Educação estudam fluxo de atendimento a crianças com autismo em Ubatuba

Na última sexta-feira (7), equipes da Unidade de Reabilitação (Unir), do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) infantojuvenil e da Equipe Multidisciplinar da Secretaria de Educação, se reuniram para fazer um levantamento do fluxo de atendimento dos alunos da Rede Municipal de Ensino nos serviços de Saúde, especificamente, nesses equipamentos, com a entrada dos estudantes via Unidade Básica de Saúde.

Inicialmente, foram repassadas as funções de cada profissional e o tipo de trabalho desempenhado dentro dos equipamentos. Em seguida, foi iniciado o levantamento das principais dificuldades. O objetivo maior dessa iniciativa é esclarecer o fluxo de atendimento da criança com autismo no município, tanto na Educação quanto no serviço de Saúde.


“A gente está absorvendo a demanda do município, tanto na Educação quanto na Saúde, para o atendimento de alunos ou pacientes com autismo. Elencar os principais desafios gera indicativos e pensar em estratégias para melhorar esse atendimento “, explicou a chefe da Seção de Educação Especial, Flávia Varallo.


Ela comentou que o próximo encontro está previsto para agosto e que, para esta agenda, devem ser convidados profissionais de outras pastas, como Assistência Social e Esportes e Lazer. “A ideia é verificar o andamento dos encontros e reunir sugestões para a realização de um fórum em Ubatuba que discuta mais amplamente o tema, pois essa é mais uma forma de garantir a inclusão”, finalizou Flavia.

1 visualização0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page